O que é o seguro reta?

O seguro RETA trata-se de um dos melhores serviços para transportes aéreos que existem em todo o país.

Esse seguro é extremamente obrigatório para o uso de aeronaves, não importa qual seja seu uso ou a sua operação.

Toda aeronave deve ter o seguro RETA, que é a sigla para seguro de responsabilidade civil, uma cobertura que protege a todos.

O RETA que cada aeronave deve possuir vai corresponder exatamente à categoria de registro dela.

Mas como é feita a contratação desse seguro? Quais são as coberturas dele?

Tudo isso e muito mais você vai ver a partir de agora, neste artigo completo sobre o tema.

 

Seguro RETA: Entenda o que é!

 

Vamos explicar de forma mais detalhada o que é o seguro RETA antes de partir para as suas coberturas específicas.

O seguro obrigatório RETA é aquele que toda aeronave que está em operação ou uso, não importa qual o fim, deve ter, de acordo com o registro da categoria.

Portanto, esse seguro deve ser contratado de maneira obrigatória por qualquer pessoa que explore a aeronave, seja um arrendatário ou ainda proprietário.

Tudo isso de acordo com aquilo que é previsto diretamente na lei 7565, de 1986, o Código Brasileiro de Aeronáutica.

Explicado o que é o seguro específico para aeronaves, é hora de saber mais a respeito das coberturas que ele possui.

 

As coberturas do seguro RETA

É o momento de saber mais sobre as coberturas desse seguro obrigatório que é o seguro RETA.

 

Ele se divide em 4 classes ou coberturas, e é importante saber quais elas são:

  • Cobertura para danos ao tripulante
  • Cobertura para danos ao PAX
  • Cobertura para colisão e abalroamento
  • Cobertura para danos às pessoas e bens no solo

 

As coberturas para PAX e para tripulantes podem ou não incluir as bagagens, isso é algo importante a ser considerado.

Todas as empresas que trabalham como transportadoras aéreas (linhas ou de táxis aéreos) devem contratar, de maneira obrigatória, as coberturas vistas aqui, ou seja, todas as quatro listadas anteriormente.

Por outro lado, no caso dos aviões particulares essa obrigatória é distinta, considerando a característica do uso da aeronave.

No caso daquelas que não fazem transporte de passeiros, por exemplo para uso agrícola, a obrigação é somente para as classes de colisão e abalroamento e para pessoas e bens no solo.

É preciso que se comprove que o seguro foi contratado por meio da apresentação de uma certificação de seguro aeronáutico ou ainda por uma apólice de seguro.

Para exemplificar como o seguro RETA trata-se de algo essencial e muito importante para aeronaves, é como se ela fosse o equivalente do seguro DPVAT para os automóveis.

 

Coberturas do seguro RETA: Detalhes importantes

 

Ainda é essencial tratar sobre as coberturas do seguro RETA e alguns detalhes importantes sobre ele.

Para o caso do seguro voltado para tripulantes e passageiros, esse seguro faz a cobertura de morte e invalidez permanente, até o seu limite de indenização.

Além disso, ele ainda cobre casos de perdas, de danos ou de avarias nas bagagens, de incapacidade temporária e a assistência médica suplementar.

Já no caso do seguro para pessoas e para bens no solo, a proteção do seguro é contra possíveis riscos de morte, de incapacidade temporária, a invalidez permanente, a assistência médica e danos materiais.

Por último, a cobertura para danos ocasionados por abalroamento ou colisão, a cobertura é para problemas diversos como despesas médicas, riscos de mortes, invalidez permanente e despesas para tripulantes e passageiros da aeronave.

 

Conclusão

Como você viu, o seguro RETA é essencial para qualquer aeronave que opere, independente de qual seja a sua finalidade, devendo ser contratado de acordo com o registro da aeronave.

Neste texto, você pôde ver um pouco mais sobre esse seguro, quais são as suas coberturas e detalhes sobre ele.

Gostou do artigo de hoje sobre o que é o seguro RETA? Se você ainda tiver alguma dúvida, fale com nossos time de consultores.

 

Rolar para cima