Seguro para Drone – Entenda o que é e como funciona!

Você sabia que existe seguro para drone?

Proprietários de drone, independente de sua finalidade, podem e devem (em alguns casos) contar com um seguro

O drone é uma pequena aeronave, sem tripulante, que pode ser usada para uma série de finalidades. Também conhecido como VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado) ou VARP (Veículo Aéreo Remotamente Pilotado).

Desde o comércio, indústria, agricultura e até mesmo lazer. 

Algumas pessoas, por exemplo, gostam de utilizar-lo para fotografar. 

Venha conosco e conheça mais sobre o seguro para drone. Veremos como funciona esse seguro e em quais situações o seguro para VARP é obrigatório. Nos acompanhe!

 

  • O que é seguro para drone?
  • Seguro para drone é obrigatório?
  • Como funciona um seguro para drone?

 

O que é seguro para drone?

O seguro para drone é uma garantia para o proprietário dessas pequenas aeronaves. Pode ser contratado tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas (como empresas). 

A regulamentação dos drones é feita pela ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil. 

Além de proteger o proprietário, o seguro para drone também tem o objetivo de proteger terceiros. Assim, em caso de eventuais acidentes, saberá como proceder e reparar os danos. 

Um bom drone oferece altíssima qualidade ao proprietário. Desse modo, não são equipamentos com custo aquisitivo baixo. 

Desse modo, é preciso ter uma proteção extra para evitar prejuízos.

 

Seguro para drone é obrigatório?

Depende. 

Temos dois grandes tipos de drones: aeromodelos e RPAs. 

Os aeromodelos são aqueles cuja finalidade é exclusivamente recreativa (costumam ser aqueles com menos de 250 gramas)

Por outro lado, para os RPAs, cujo peso é superior a 250 gramas, é obrigatório possuir o seguro para drone. 

O seguro de cobertura RETA é obrigatório. Seu objetivo é proteger terceiros em casos nas quais o dano cause algum prejuízo. 

É um tipo de cobertura básica, portanto, indispensável. 

Além dele, temos também o chamado seguro de cobertura CASCO. Essa é uma cobertura adicional, logo, não é obrigatória. 

Com esses dois seguros, além de proteção em face de danos a terceiros, estará protegido em situações de:

  • Danos causados ao próprio proprietário;
  • Roubo ou furto.

É importante destacar que, se possuir mais de um drone, é necessário ter uma apólice de seguro para cada um deles. 

Ainda, se precisar vender seu equipamento, não ocorre a transferência automática do seguro ao novo dono. 

Ele terá que fazer a solicitação para a sua seguradora, informando sobre a transferência de proprietário. 

 

Como funciona um seguro?

Antes de fazer o seu seguro para drone, é preciso que seu drone esteja cadastrado no site da ANAC. Cada uma das aeronaves precisa passar por esse cadastramento.

Em seguida, para contratar o seguro, além do cadastro na ANAC, terá que fazer a homologação do equipamento no site da Anatel. 

Após isto, precisará buscar uma seguradora

Não existem muitas empresas que contratam esse tipo de serviço no Brasil. Sendo assim, procure a Flanci.

Depois de encontrar a empresa ideal, basta solicitar a contratação do seguro RETA. 

Se quiser mais segurança, contratando o seguro CASCO, precisa pesquisar e avaliar quais dessas empresas oferecem esse seguro. 

 

Ficou alguma dúvida? Caso tenha ficado, clique aqui e entre em contato conosco para esclarecermos. 

Rolar para cima