Seguro de cargas – como funciona?

Você sabia que existe um seguro específico para empresas que transportam cargas?

Estima-se que em torno de 60% das cargas, no Brasil, são transportadas através das rodovias. Paralelamente a isso, nosso trânsito está entre os mais letais e propensos a ocorrência de acidentes. 

No ano de 2020, por exemplo, tivemos 63 447 acidentes. Por sua vez, o número de mortes foi 5 287. 

Apresentar esses elementos é suficiente para ilustrar a diferença e importância que um seguro de cargas pode fazer. 

E não se restringe a cargas transportadas apenas no Brasil. Também se aplica para cargas transportadas por todo o Mercosul. 

Venha conosco e conheça o seguro de cargas. Confira como funciona o seguro de cargas, a existência ou não de obrigatoriedade, os custos envolvidos, e muito mais. Nos acompanhe!

 

  • O que é o seguro de cargas?
  • Seguro de cargas é obrigatório?
  • Benefícios do seguro transporte
  • Como funciona o seguro de cargas?
  • Quanto custa o seguro de cargas?
  • Quais são as coberturas do seguro de cargas?

 

O que é o seguro de cargas? 

Também chamado de seguro transporte, é um tipo de seguro que visa proteger uma empresa de eventuais prejuízos, durante o transporte de determinada carga

E, embora tenhamos destacado as rodovias, o seguro de cargas não se restringe a elas. 

Também se aplica à cargas transportadas por via ferroviária, marítima e aérea. Independentemente de ser nacional ou internacional.

O mais comum é que o seguro de cargas tenha validade apenas durante o transporte da carga. 

Mas existe a possibilidade de estendê-lo. Nesse caso, o seguro também cobrirá o período em que a carga estiver depositada em armazéns

Da mesma forma que esse seguro é fundamental para proteger empresas de terem prejuízos, se estende ainda para profissionais autônomos. 

 

Seguro de cargas é obrigatório?

Bom. Depende. 

Temos diferentes tipos de seguros de cargas no Brasil. Apenas o RCTR-C é obrigatório.

O RCTR-C é seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Cargas. Se aplica a todo transportador, que tenha registro na ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres.

Além desse tipo de seguro de cargas, temos:

  • RCF-DC: Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga;
  • RCT-VI: Responsabilidade Civil sobre o Transporte Rodoviário em Viagens Internacionais;
  • RR: Risco Rodoviário;
  • RCTA-C: Responsabilidade Civil do Transportador Aéreo de Cargas;
  • Seguro de Transporte Nacional.

 

Benefícios do seguro transporte

  • Em caso de ocorrência de alguma das situações previstas na cobertura, a empresa contratante não terá prejuízos, ou, ao menos, terá prejuízos mínimos;
  • Maior segurança para que as cargas sejam transportadas;
  • O seguro de cargas representa um diferencial competitivo para a empresa, ou para o profissional autônomo que o contrata.

Ou seja, torna-o mais atrativo perante o mercado, aumentando o grau de competitividade;

  • Tranquilidade para que as finanças da empresa fiquem em dia. Assim, em caso de qualquer inconveniente, as finanças não serão comprometidas. 

 

Como funciona o seguro de cargas

Tanto embarcadores quanto transportadores podem contratar o seguro transporte

No caso do RCTR-C, que vimos ser obrigatório, ele tem vistas a dar maior segurança para o proprietário da carga. 

Assim se, porventura, algo acontecer, ele não sairá prejudicado. 

Porém, é uma cobertura que se estende a acidentes. Logo, não comporta casos em que há roubo ou furto de carga. 

O seguro também não protege cargas danificadas pela falta de estrutura, ou seja, quando o transportador não guardou a carga de forma adequada e segura. 

Certamente, você encontrará seguros que ofereçam essas proteções. Mas, via de regra, os seguros de cargas são voltados especialmente para acidentes. 

Se o seguro for acionado, o prazo para que a indenização seja paga é de 30 dias. A contagem do prazo, por sua vez, começa quando entregar todos os documentos à seguradora. 

Então, repare que a contagem do prazo não inicia automaticamente em decorrência de acidentes. 

 

Quanto custa o seguro de cargas?

Não há um valor fixo para cobertura de cargas. 

Existem muitos tipos e planos de seguro transporte. Assim, é fundamental avaliar cada um deles e ver qual lhe atenderá melhor. 

Tenha em mente que, quanto mais coberturas adicionais e serviços oferecidos pela seguradora, maior será o valor do seguro. 

Temos seguros de apólices mensais, pensados para empresas grandes que, com certa frequência, precisam transportar mercadoria. 

Por outro lado, no caso das chamadas apólices avulsas, elas são pensadas para empresas de pequeno e médio porte. 

No geral, uma série de fatores interferiram no valor do seguro:

  • Tipo de veículo;
  • Histórico de sinistros;
  • Categoria de carga a ser transportada;
  • Valor médio do frete;
  • Abrangência e grau de cobertura;
  • É uma região com grande circulação. 

 

Quais são as coberturas do seguro de cargas?

É fundamental não confundir o seguro de cargas com o seguro de veículo. 

O seguro do veículo protege o carro, o caminhão. Já o seguro de carga protege o produto que está dentro do veículo. 

Tendo isso em mente, para quem é transportador a cobertura básica abrange:

  • Proteção em face de colisão, explosão, incêndio, capotamento, tombamento, abalroamento;
  • Roubo ou desaparecimento da carga no decorrer do transporte;
  • Limpeza de acostamento e/ou via;
  • Quebra, derrame, arranhões, amassados, quedas, vazamentos. 

 

Nós, da Flanci Corretora, estamos apenas aguardando você entrar em contato caso tenha alguma dúvida.

Rolar para cima